terça-feira, 25 de junho de 2013

Esta também é bem interessante...

"O amor nunca tem uma morte natural. Morre de cegueira, de erros e de traições. Morre de cansaço, de abandono e desilusão"
(Anais Nim)

1 comentário:

  1. Pois. Morre mesmo disso tudo e de muito mais.


    bjs

    ResponderEliminar